Archive for agosto de 2009

Publicidade web gera mais vendas que comercial na TV

Uma pesquisa divulgada esta semana pela empresa comScore apontou cenário diferente do que se costuma ouvir no mercado publicitário. Os dados comprovaram que campanhas publicitárias de produtos de consumo (alimentos e itens de higiene e limpeza) geraram mais retorno em na internet do que na TV em período de três meses.

Segundo informa o blog Ideia 2.0, o estudo observou o comportamento de compra de 200 mil internautas, que também participaram de programas de fidelidade em supermercados, nos Estados Unidos. O grupo escolhido foi exposto a banners (estáticos e interativos) com marcas de diversas categorias de produtos (cereal, mistura para biscoito, pizza, suco, barras de cereal, macarrão, chá, desodorante e creme dental).

De acordo com o blog, em 12 semanas, a comScore constatou que campanhas online elevaram em 9% as vendas das marcas divulgadas na web, sendo que 80% das ações tiveram aumento significativo das vendas dos produtos.

Já a comparação com o segmento televisivo, diz que as mesmas marcas obtiveram aumento de 8% das vendas no mesmo período. 36% das marcas anunciadas atingiram aumento mais elevado em vendas.

“Estes resultados confirmam a capacidade da propaganda online de ser bem-sucedida na geração de vendas junto a marcas de consumo, aliada ao impacto da campanha pela televisão”, afirma o presidente da comScore, Gian Fulgoni, que será um dos palestrantes internacionais do Digital Age 2.0. “Quando você considera o fato de que um anúncio online geralmente custa menos do que na televisão, estes resultados ganham ainda mais importância.”

Fonte: Adnews

Nenhum comentário.

Carros suicidas

Vi esta campanha há algum tempo. Mas só agora consegui um tempinho para postá-la. Trata-se de uma campanha para a Renault. Inteligente. Usa o recurso do video viral para internet de uma maneira interessante. Os filmes talvez sejam um pouquinho longos de mais. a idéia é que as pessoas sejam levadas ao hotsite, para entender o motivo do suicídio daqueles carros. Como não encontrei o case, não consegui saber números do resultado. Mas acredito que a campanha causou um bom buzz. Afinal, eu mesmo soube dela por um jornal.

Nenhum comentário.

Um copo de água por 1 dólar

Uma pequena idéia com um grande resultado. A campanha da Unicef foi criada pela agência Droga 5, de David Droga. O objetivo era garantir água potável para os países que precisam dela. E fazer isso de uma maneira simples. Bares e restaurantes de países desenvolvidos oferecem água da torneira (filtro) de graça para seus clientes beberem. A campanha incentivava que os consumidores, clientes desses bares e restaurantes, pagassem 1 dólar por cada copo d’água que eles teriam de graça. A renda da campanha seria completamente revertida para os países menos favorecidos com esse recurso tão importante. A campanha teve uma adesão enorme. Em apenas dois anos, o Tap Project, como é chamado, conseguiu dinheiro suficiente para prover água potável para milhões de crianças. Veja o video do case.

Nenhum comentário.

Concurso de Video Clipes da Tim

Mais uma marca usando canais do Youtube para se autopromover. A Tim criou esta campanha que termina em um concurso de videos amadores para artistas pops: You Pop You Rock. A idéia não é fantástica, mas deve trazer bons resultados para a marca.

Veja o video da campanha.

Nenhum comentário.

Viral divertidíssimo para Tampax

Leo Burnett de Chicago criou uma campanha viral fantástica para os absorventes Tampax da Procter & Gamble. Uma websérie da história de Zack Johnson, um garoto de 16 anos que, da noite para o dia, teve os seus orgãos genitais masculinos trocados por os de uma menina.

A websérie está sendo veiculada através do www.Zach16.com, onde vídeos do YouTube são colocados no site/blog, através de posts explicativos pelo próprio personagem da série. No seriado são tratados alguns assuntos bem engraçados como a primeira menstruação do garoto, durante a sua aula de francês. Ao decorrer dos episódios, Zack começa a criar uma simpatia e conexão maior com a sua irmã de 14 anos, assim como uma maior afinidade com a marca Tampax. Zack também está presente no Twitter para quem quiser saber mais sobre as suas experiências.

Veja o primeiro filme da websérie e depois dê uma espiada no blog. Vale a pena.

Nenhum comentário.

O que o Youtube pode fazer pela sua marca?

Como variam os níveis de atenção de uma pessoa que está assistindo o YouTube, em relação à televisão? Os consumidores se envolvem mais com o conteúdo do YouTube ou com o da TV? Qual o impacto da publicidade no YouTube e na TV de forma conjunta?

Quer saber a resposta de todas estas perguntas? Assista ao vídeo que o Youtube fez, mostrando estudos com consumidores.

Nenhum comentário.