Archive for category Mercado

Brancozulu e Certisign aprovadas na Fuvest

Uma campanha, antes de sair a público passa por diversas aprovações. Dentro da agência, no cliente e por último com o próprio público. Aliás, esta última etapa, a aprovação de público, é a mais importante. Mais até do que da crítica. Afinal, estamos trabalhando para o público e não para a crítica.
E o melhor ainda é quando essa aprovação de público vem de uma fonte tão popular e ao mesmo tempo interessante. O caso é que umas das peças da campanha que a agência Brancozulu criou para Certisign foi parar em uma questão da Segunda Fase da Fuvest deste ano. Na prova de português. Graças a Deus não foi por nenhum erro do anúncio, mas sim porque o anúncio levantava possibilidades interessantes para os organizadores da prova.
Só neste ano foram 35 mil vestibulandos prestando a Segunda Fase da Fuvest. Isso sim é que é viralização!
Veja a imagem da prova abaixo.

captura-de-tela-2011-01-13-as-142330

2 Comentários

CEO da Brancozulu faz palestra no E-Commerce Day

Glauco Ciasca, CEO da Brancozulu, participa como palestrante em um dos painéis do mais importante evento de Comércio Eletrônico da América Latina.

O eCommerce DAY São Paulo acontece em 30 de Setembro de 2010 no Sheraton Hotel WTC, São Paulo. O evento tem como objetivo central promover o desenvolvimento do Comércio Eletrônico e os negócios pela Internet no Brasil. Tem também como foco, acelerar a incorporação do canal online por parte das empresas empreendedoras conhecendo de primeira mão seus players e quem são os que fazem possível este crescimento e o estado da arte do setor a partir dos protagonistas da Economia Digital local, regional e mundial.

O evento é parte do E-Lab Tour 2010 que é organizado pela Câmara Brasilera Comércio Eletrônico (Camara-e.net) e Latin Pacific e o Instituto Latinoamericano del Comercio Eletrônico – ILCE junto com as principais associações e câmaras que promovem o comércio eletrônico e a economia digital na America Latina. A série agrupa a edição anual do e-commerce DAY em Lima, Santiago, São Paulo, México e Buenos Aires e caminha em novembro para a 4ª edição do e-commerce LATAM em Bogotá.

Site do e-Commerce Day - maior evento de Comércio Eletrônica da AL

Site do e-Commerce Day - maior evento de Comércio Eletrônica da AL

Nenhum comentário.

Lista dos videos mais vistos no Youtube.

Contrariando a idéia de que para fazer sucesso no Youtube um vídeo deve ter produção caseira e ser divertido, publico esta lista dos 10 videos mais vistos de 2009.
As visualizações chegam a milhões, como era de se esperar para um canal tão popular no mundo. Mas os vídeos mais vistos são justamente as grandes produções. Nove delas musicais. Quer dizer, clipes de música dos mais pops que se pode imaginar.
Conclusão: quem tem dinheiro e fama continua tendo sucesso de público. Como em todo canal de televisão ou rádio. Neste quesito, o Youtube não é diferente de nenhum outro veículo de massa.
A diferença do Youtube, por enquanto, continua sendo a falta de editor chefe. Portanto, aqueles que não têm fama nem sucesso ainda têm chance. Pequena, mas existe.

Aqui vai a lista.

(1) Twilight Saga New Moon Summit 592,049,402
(2) Beyonce Single Ladies Sony Music 333,233,982
(3) Lady Gaga: Poker Face Universal 317,708,763
(4) Soulja Boy Crank Dat Universal 313,861,193
(5) Susan Boyle Britain’s Got Talent 313,177,779
(6) Michael Jackson Thriller Epic Records 257,016,016
(7) Miley Cyrus The Climb Hollywood 211,165,578
(8) Michael Jackson Beat It Epic Records 190,583,064
(9) Mariah Carey Touch My Body Universal 173,736,822
(10) Lady Gaga Just Dance Universal 170,636,272

Nenhum comentário.

Para algumas empresas, a sustentabilidade parece algo insustentável.

O consumidor não é bobo. Pode demorar um pouco para perceber a mentira, ou como está sendo enganado, mas hora ou outra descobrirá a farsa.
Na verdade, quem se engana na maioria dos casos são as empresas que acham que uma pequena doação ou pequeno envolvimento com uma causa nobre, fará milagres na sua imagem de marca.
Para aqueles que pensam tomar parte em causas sociais ou aderir à onda da sustentabilidade com a única função de “ficar bem na foto”, cuidado. Em pouco tempo o efeito pode ser contrário. E o tiro pode sair pela culatra.
A sustentabilidade tem que estar na raiz da sua empresa. Tem que fazer parte do DNA da sua marca. Ou perde autenticidade. Soa falso, hipócrita e, por consequência, contribuirá negativamente.
Se fizer, faça bem feito. Ou melhor nem fazer.
Para ilustrar o que estou dizendo, encontrei esta fábula de Millôr Fernandes.

Chegou o miserável milionário no céu e, impacientemente, esperou a sua vez de muita gente, melhorei as condições sociais de muita gente.
- Não, isso não serve - disse o Todo-Poderoso - essas acções estavam implícitas ao acto de você enriquecer. Você as praticou porque precisava viver melhor. Não foram intrinsecamente boas acções, desprendidas, não servem.
O milionário escarafunchou o cérebro e não encontrou nada. Em verdade, passara uma vida egoísta, pensando apenas em si mesmo. Nunca o preocupara seu semelhante, nunca olhara para o ser humano a seu lado senão como uma fonte de lucro para as suas indústrias. Mas, de repente, lemboru-se das obras de filantropia.
- Ah - disse, puxando uma caderneta - aqui está. Uma vez dei cem cruzeiros para uma velhinha da Casa dos Artistas, outra vez contribuí com duzentos cruzeiros para o Hospital dos Alienados e outra vez contribuí com quinhentos cruzeiros para a Fundação das Operárias de Jesus.
- Só ? - perguntou Deus.
- Só - disse o milionário contrafeito.
- Josué! - gritou o Todo-Poderoso -, dê oitocentos cruzeiros ao cavalheiro aqui e que vá para o Inferno.

Moral: Amor com amor se paga e o dinheiro com dinheiro também.

Nenhum comentário.

Mais um video explicando o momento web que estamos vivendo

Versão 3.0 do video de Karl Fisch.

Nenhum comentário.

Para quem ainda não acredita na força das Midias Sociais

Sigo diversas pessoas no Twitter. Na maioria gente do mercado nacional e internacional de publicidade e marketing. Mas nas horas vagas aproveito para dar algumas risadas com o tweets do pessoal do CQC. Entre os meus preferidos está o do Rafinha Bastos.
E foi justamente em uma madrugada, postanto trabalhos da Brancozulu no twitter e blog da agência que eu me deparei com uma mensagem do Rafinha, provavelmente feita do celular.
A mensagem dizia o seguinte: “Tô comendo no Fifties (para quem não conhece é uma rede de hamburguerias superfamosa) Aqui tudo vem dos anos 50, até o hamburguer… tá velho e murcho”.
Engraçado. Típico comentários que fazemos entre amigos. E isso não teria nenhum impacto, se não tivesse sido feito por mim ou você numa rodinha de amigos.
O problema, para o Fifties, neste caso, é que a rodinha de seguidores do Rafinha Bastos é de 490 mil pessoas. Se pensarmos que a tiragem de Veja nacional chega a pouco mais de 1 milhão de pessoas, chegamos a seguinte conclusão: esse comentário “inocente” feito por um membro do Twitter alcançou meia tiragem de Veja nacional.
É por isso que se fala em legislar o que é comentário espontâneo e o que é publicidade. Porque o comentário do Rafinha (e aqui não estou fazendo nenhuma acusação) poderia ser perfeitamente comprado por outra rede de hamburguerias.
Também é possível entender porque pessoas tão seguidas no Twiiter estão sendo extremamente assediadas por grandes marcas para emitir comentários e lançar posts pagos.
E, então, está convencido do poder do twitter e de outras midias sociais?

imagem11

Nenhum comentário.

Uma dica de leitura para aqueles que têm que decidir rápido.

Acabei de ler um livro fantástico sobre processos de decisão. O autor é o inglês Malcolm Gladwell. O nome do livro: Blink. A decisão num piscar de olhos. Gladwell é também autor de O ponto de desiquilíbrio, seguramente minha próxima leitura.
O livro mostra exemplos e ensina o leitor a “fatiar fino”, extraindo o máximo de um fato com o mínimo de informação.
Alguns exemplos que o livro usa: um museu que comprou uma escultura falsa. Antes de comprá-la, dezenas de pesquisadores investigaram durante 14 meses chegando a conclusão de que a estátua era verdadeira e deveria ser comprada. No entanto, 3 especialistas conceituados, simplesmente ao olhar para a escultura durante 3 segundos, perceberam que ela era falsa, ainda que não conseguissem justificar o porquê da conclusão.
E é com esta ilustração que Gladwell começa sua argumentação. Mostrando com vários exemplos que, o fato de termos muito pouco tempo para decidir sobre algo, não necessariamente vai comprometer nossa decisão. Ou seja, algo decidido em 3 segundos pode ser tão acertado quanto algo pensado e repensado em 2 dias. Isso se apredermos a “fatiar fino”.

Aqui vai o link:
http://migre.me/bg8S

Nenhum comentário.

Realidade Aumentadíssima!

Isso sim é projeto de realidade aumentada. Cada vez mais isso vem crescendo no mercado. Logo logo vamos lançar um projeto com isso, né seu Guilherme?

ANDREAS LUTZ - Because clicking is so 90s! from andreaslutz on Vimeo.

Nenhum comentário.

A divertida morte do Mídia. Ou Madison Avenue Blues.

Nenhum comentário.

Youtube X Rede Globo

O Youtube surgiu como uma rede para compartilhamento de vídeos, mas já dá mostra de que não continuará assim para sempre. Agora, se você tivesse que transmitir um show ao vivo, com impacto mundial, que banda você escolheria?

Nenhum comentário.